Georgina HerrmannTesouros do deserto

Publicado em 1996clockTempo de leitura: 45s
scroll-down

Georgina Herrmann trabalhou na linha de frente de um projeto para desenterrar os tesouros arqueológicos de Merv, que outrora foi um importante oásis da Rota da Seda, na Ásia Central.

localizaçãoTurquemenistão

Merv é a mais antiga e mais bem preservada das cidades situadas ao longo da Rota da Seda. As ruínas desse vasto oásis englobam um período de 4 mil anos da história da humanidade. Professora honorária da University College London, a Dra. Georgina Herrmann foi uma das principais incentivadoras do projeto de âmbito internacional que objetivou desvendar os segredos do sítio de Merv, um conjunto de cidades que datam da Antiguidade e Idade Média. Situadas no deserto de Karakum, no Turcomenistão, essas cidades abrigam grande quantidade de tesouros arqueológicos e são uma inestimável fonte de conhecimento sobre o passado da humanidade.

Os mais de 60 monumentos situados em Merv são algo de ímpar. Nada de comparável pode ser encontrado em nenhum outro lugar.

Em épocas remotas, viam-se na região muitos palácios, jardins, pomares e riachos. Graças aos bichos‑da‑seda importados da China, Merv desenvolveu também uma próspera indústria têxtil. As magníficas bibliotecas que existiram no sítio da Antiga Merv ofereciam um rico acervo, atraindo eruditos do mundo todo, entre os quais o famoso astrônomo e poeta Omar Khayyam.

Em 1991, Georgina Herrmann foi uma das fundadoras do Projeto Internacional Merv, criado para desenvolver pesquisas no sítio arqueológico. Antes de se aposentar, dirigiu o projeto durante dez anos, além de ter apoiado o governo do Turcomenistão para que Merv fosse declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. A candidatura foi aprovada em 1999 e Merv tornou-se o primeiro sítio arqueológico da Ásia Central a receber esse título.

Georgina Herrmann recebeu importantes provas de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido em Merv: em 1999, foi nomeada Fellow of the British Academy; dois anos mais tarde, foi condecorada com a medalha da Ordem do Império Britânico (OBE).

  • 500 a.C. - 1.300 d.C.

    A era de maior prosperidade de Merv

  • 8 semanas por ano

    Período em que Merv oferece condições propícias ao trabalho de escavação

Programa

Prêmios Rolex de Empreendedorismo

Descubra

Compartilhe esta página