Reese Fernandez-RuizUpcycling, matéria-prima para novas perspectivas de vida

Publicado em 2010icon-clockTempo de leitura: 1min 3s
icon-scroll-down

As artesãs das comunidades urbanas mais pobres e extensas dos arredores de Manila ganhavam uma miséria confeccionando tapetes a partir de material descartado. Reese Fernandez-Ruiz ofereceu a elas uma renda mais digna, com um projeto de fabricação de acessórios de luxo para o setor de moda que usa retalhos e estoques excedentes de tecido.

localizaçãoFilipinas

A iniciativa de Reese Fernandez-Ruiz assemelha-se a um conto de fadas: mais de mil pessoas receberam treinamento e foram beneficiadas pelo inovador sistema criado pelo Rags2Riches (R2R). O princípio consiste em associar comunidades carentes do entorno de Manila e designers filipinos para criar bolsas femininas e outros acessórios, que em seguida são comercializados em shoppings de luxo do país. Mais que simplesmente produzir artigos da moda, o projeto restaura a dignidade dos artesãos que os fabricam, na maioria mulheres. No início, os ateliês usavam retalhos de tecidos encontrados nos lixões, mas atualmente utilizam excedentes de estoque como matéria-prima. “Acreditamos que nosso trabalho terá mais impacto e mais sentido, produzindo o mínimo possível de resíduos, se conseguirmos manter um sistema de abastecimento responsável e um bom planejamento da produção. Nosso objetivo é que cada produto tenha uma vida útil longa e não seja tragado pelo redemoinho da moda descartável”, diz ela.

Meu objetivo não é somente gerar uma fonte de renda. Quero criar produtos sustentáveis, éticos e ecológicos. Todo mundo pode sair ganhando com isso.

A equipe da Rags2Riches, organização da qual Reese Fernandez-Ruiz é cofundadora, conta atualmente com 44 membros. Em 2011, a associação treinou 300 pessoas. Hoje, já são mil artesãos capacitados para criar os produtos, que têm grande procura no mercado. As artesãs, que no passado eram exploradas por intermediários, ganhavam 2 centavos por cada tapete que fabricavam. Atualmente, vendem seus produtos diretamente à R2R e recebem remuneração digna, além de benefícios destinados à poupança, moradia e educação dos filhos.

Com o Prêmio Rolex que recebeu, Reese Fernandez-Ruiz conseguiu oferecer melhores salários e igualdade de oportunidades para os trabalhadores, além de ter fundado uma academia que organiza cursos e palestras sobre habilidades e qualidade de vida, e criado um plano de poupança e de microsseguro para as artesãs.

  • 500.000

    Pessoas vivem no lixão de Payatas, onde Reese Fernandez-Ruiz iniciou seu projeto

  • 2 centavos

    Quantia que as artesãs recebiam pela fabricação de cada tapete, antes da criação da associação Rags2Riches

Programa

Prêmios Rolex de Empreendedorismo

Descubra