Andrew BastawrousVisão para a África

Publicado em 2016clockTempo de leitura: 50s
scroll-down

A maioria dos 285 milhões de pessoas portadoras de deficiências visuais no mundo vive em países pobres, não raro em áreas onde há pouco acesso a exames e tratamentos. O oftalmologista britânico Andrew Bastawrous está mudando radicalmente o atendimento oftalmológico na África Subsaariana, graças a um sistema de exame portátil instalado em smartphones.

localizaçãoQuênia

Em 2011, o oftalmologista Andrew Bastawrous deixou seu emprego no Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido e mudou-se para o Quênia. Ao examinar os olhos de mais de 5 mil pessoas em regiões remotas, concluiu que era preciso encontrar um método barato nesse país onde os problemas de visão eram muito comuns, os especialistas em oftalmologia, raros, e o acesso a exames diagnósticos, limitado.

Existe uma disparidade imensa entre as pessoas que precisam de atendimento oftalmológico e as que têm acesso a esse serviço.

A maioria dos vilarejos que visitou não tinha eletricidade e, geralmente, nem estradas, porém dispunha de cobertura de telefonia celular. Foi então que surgiu a ideia de substituir os equipamentos de exame de alta tecnologia por dispositivos móveis. Bastawrous e sua equipe desenvolveram o “Portable Eye Examination Kit” (Peek), aplicativo para smartphones que pode ser operado por pessoas sem formação específica na área de saúde para fazer exames de vista. Durante um teste, 25 professores receberam treinamento para usar o Peek, e mais de 20 mil alunos foram examinados em nove dias.

Em breve, o Peek deverá integrar um programa nacional no Quênia. Além disso, o sistema vem sendo usado em outros países, como Botswana, Índia e Tanzânia. Graças ao Prêmio Rolex, Bastawrous poderá ampliar seu projeto e ajudar a criar um centro de excelência e treinamento para uso do Peek em Kitale, no Quênia.

  • 285 milhões

    De pessoas no mundo são portadoras de deficiências visuais

Programa

Prêmios Rolex de Empreendedorismo

Descubra

Compartilhe esta página