Chanda ShroffTecer o fio da vida

Publicado em 2006clockTempo de leitura: 50s
scroll-down

Mais de 22 mil mulheres de Kutch, região selvagem da Índia situada no estado de Gujarat, tiveram suas vidas transformadas pelo trabalho desenvolvido por Chanda Shroff, que resgatou a arte tradicional do bordado à mão para oferecer às mulheres da região uma fonte de renda sustentável.

localizaçãoÍndia

Vivendo sob as estrelas e percorrendo as terras inóspitas do deserto indiano, as mulheres da região Kutch costumam compensar as dificuldades que a vida lhes traz bordando tecidos com cores vibrantes. Embora a tradição remonte a milhares de anos, em 1969, ao visitar essa região castigada pela seca, Chanda Shroff descobriu famílias que tinham sido obrigadas a vender seu patrimônio têxtil, abrindo mão de uma parte importante da própria história. Chanda Shroff decidiu criar a ONG Shrujan para ajudar as famílias da região a confeccionarem novas peças de bordado e obterem os recursos financeiros de que tanto necessitavam. Hoje, o projeto desenvolvido por ela é considerado um dos mais bem-sucedidos modelos de empresa social do país.

Fiquei profundamente comovida com a situação problemática da população de Kutchi, principalmente a das mulheres.

O "Centro de Design sobre Rodas", criado por ela, levou uma coleção de painéis bordados até vilarejos remotos. Com a crescente publicidade conquistada pelo programa, as vendas aumentaram e, por conseguinte, a renda das artesãs também cresceu. Em janeiro de 2016, foi inaugurado o Centro de Design "Vivendo e Aprendendo", financiado pela ONG Shrujan. O Centro, que integra um museu têxtil e um espaço de formação de artesãos, conta com a colaboração de Chanda Shroff, bem como de seu filho e sua filha, representantes da nova geração que vem garantindo a continuidade do trabalho iniciado por ela para salvar 16 técnicas diferentes de bordado. Futuramente, o Centro pretende ampliar suas atividades para outras regiões e oferecer um ponto de encontro para todos os interessados na arte do bordado, bem como uma escola equipada com oficinas de trabalho para acolher as 22 técnicas de tecelagem praticadas na região de Kutch.

  • 22.000

    Mulheres foram beneficiadas pelo trabalho desenvolvido pela ONG Shrujan em 120 vilarejos

  • 3.000 a 3.500

    Artesãs trabalham com a ONG Shrujan a cada ano

  • 1.200

    Número de painéis bordados à mão apresentados na primeira fase do projeto

Programa

Prêmios Rolex de Empreendedorismo

Descubra

Compartilhe esta página