Irina ChebakovaEm defesa dos parques da Rússia

Publicado em 1998clockTempo de leitura: 45s
scroll-down

Graças à determinação de Irina Chebakova, as manifestações populares estão salvando os parques da Rússia, além de mudar a percepção dos russos em relação à preservação da natureza.

localizaçãoRússia

Das ilhas no Oceano Ártico aos desertos na Ásia Central, o patrimônio natural da Rússia impressiona por sua riqueza e grandiosidade. Mas as grandes mudanças pelas quais o país passou no final do século XX tornaram mais difícil a preservação desse patrimônio.

Nós, os seres humanos, temos advogados para nos defender. Mas quem vai defender nossos parques? Essa pergunta se aplica a toda a natureza e a todas as espécies.

Especialista em reservas naturais, Irina Chebakova percebeu que alguma coisa precisava ser feita e decidiu organizar manifestações populares em defesa dos parques. Para ela, esses eventos anuais contribuíram para mudar a mentalidade da população e das autoridades russas durante o período crítico que sucedeu ao colapso da União Soviética. A partir de 1995 e até os anos 2000, as manifestações deram uma nova dimensão à questão da preservação de espaços naturais, conquistaram o apoio do público e conseguiram fazer com que o governo liberasse verbas para os projetos.

Em meados dos anos 1990, Irina Chebakova, inspirando-se na experiência de uma colega americana, deu início a uma série de campanhas que convidavam a população a manifestar nas ruas em defesa dos parques e áreas protegidas. Em 1995, por ocasião do primeiro evento realizado na Rússia e em países vizinhos, 5 mil pessoas participaram de 20 manifestações. Em 1998, ano em que Irina Chebakova recebeu o Prêmio Rolex, meio milhão de manifestantes participaram do evento. Em 2003, um milhão de pessoas estavam nas ruas reivindicando proteção para os parques nacionais, bem como para as zapovedniks (reservas naturais), que também foram alvo das campanhas, embora, na época, fossem fechadas ao público e reservadas exclusivamente a fins científicos.

Até 2004, ano em que se retirou para trabalhar com ONGs de assistência à população jovem, Irina Chebakova permaneceu na liderança do movimento, organizando as manifestações com a maestria de um regente de orquestra. O sucesso das manifestações deve-se, em grande parte, a seu incansável empenho para responsabilizar as autoridades em todos os níveis, envolvendo desde diretores de parques até governadores regionais. O movimento em defesa dos parques lançado por ela continua ativo: a 22ª edição foi realizada em maio de 2016, na Rússia.

  • 5.000

    Pessoas participaram da primeira manifestação em defesa dos parques russos

  • 102

    Número de zapovedniks (reservas naturais) existentes na Rússia

  • 44

    Parques nacionais na Rússia

Programa

Prêmios Rolex de Empreendedorismo

Descubra

Compartilhe esta página