Olivier NsengimanaSalvar o pássaro simbólico de Ruanda

Publicado em 2014icon-clockTempo de leitura: 0min 58s
icon-scroll-down

A conservação da vida silvestre nem sempre foi uma prioridade em Ruanda, país que viveu momentos turbulentos em sua história. No entanto, a situação melhorou nos últimos anos. Olivier Nsengimana está participando dessa mudança com um pássaro emblemático como símbolo.

localizaçãoRuanda

Em Ruanda, o grou-coroado-oriental é símbolo de prosperidade e longevidade. Mas esta ave elegante está ameaçada. Com sua crista dourada em forma de coroa e uma mancha de um vermelho intenso no pescoço, a grácil criatura está se extinguindo devido à perda do seu habitat e por ter se transformado num animal de estimação apreciado pela elite do país. Não raro, pode ser encontrado ornamentando jardins de hotéis e residências elegantes.

Chegou a hora de criar iniciativas para sanar os problemas do nosso país. Se outros podem fazê-lo, por que não eu?

O médico-veterinário Olivier Nsengimana instituiu o grou-coroado-oriental como eixo de sua missão de incentivar a próxima geração de ruandeses para a proteção do patrimônio natural do país. Em sua campanha de sensibilização à importância da conservação deste pássaro, criou um banco de dados dos grous-coroados mantidos em cativeiro em Ruanda. Até o momento, 233 indivíduos foram libertados, 160 dos quais já foram reintroduzidos na natureza após terem passado por um centro de reabilitação.

Além disso, criou programas pedagógicos para as escolas e de adesão para as comunidades locais, proporcionando oportunidades para que os habitantes possam garantir sua subsistência com atividades que não ameacem a espécie. Ao mesmo tempo, vem trabalhando em estreita colaboração com o governo a fim de ampliar sua ação e exercer pressão para que os grous-coroados e outras espécies sejam protegidos.

O príncipe William da família real britânica recentemente felicitou Nsengimana por figurar entre os três finalistas do prêmio Tusk Conservation Awards 2016, do qual o príncipe é patrono.

  • 50%—80%

    Queda percentual da população global de grous-coroados-orientais durante os últimos 45 anos

  • 233

    grous-coroados mantidos em cativeiros foram libertados desde 2014

  • Cerca de 748

    grous-coroados-orientais foram identificados em Ruanda em 2019

Programa

Prêmios Rolex de Empreendedorismo

Descubra