Sarah ToumiEm luta para conter o Saara

Publicado em 2016clockTempo de leitura: 50s
scroll-down

Sarah Toumi voltou a viver na Tunísia, o país natal de seu pai, e está determinada a restaurar a terra prejudicada pela desertificação e reduzir a pobreza, graças à introdução de práticas agrícolas sustentáveis.

localizaçãoTunísia

Menos chuvas e mais secas rigorosas ameaçam transformar três quartos das terras agrícolas da Tunísia em deserto. Quando criança, Sarah Toumi foi testemunha dessa degradação durante as viagens que fazia pela região leste do país com seu pai. Ela decidiu fazer algo a respeito.

Em 2012, mudou-se da França para a Tunísia e fundou a organização “Acacias for All”, cujo objetivo é organizar os agricultores em cooperativas e incentivá-los a cultivar produtos mais adaptados às mudanças climáticas — além das olivas e amêndoas. Ela também os encorajou a usar novas tecnologias para o tratamento da água, além de substituir os agrotóxicos por produtos e fertilizantes naturais.

Em 10 anos, as condições de vida dos agricultores ricos se degradaram muito. Daqui a mais 10 anos, estarão pobres. Meu objetivo é pôr um ponto final no avanço do deserto.

A robusta acácia, com suas longas raízes que trazem para a superfície elementos essenciais como o nitrogênio e a água doce, revitalizando o solo e prevenindo a intensificação da erosão e a salinização, ocupa uma posição central no programa de Sarah Toumi. A goma-arábica, resina produzida por essa árvore — além do pó de moringa, extraído de outra planta — pode representar uma fonte de renda para os agricultores. Segundo Sarah Toumi, se eles plantarem 20 espécies de árvores, além de legumes e plantas medicinais em um único hectare de terra, seus ganhos poderão alcançar 30 mil dólares por ano.

Em setembro de 2016, Sarah Toumi e sua organização já haviam ajudado os agricultores locais a plantar mais de 130 mil acácias em 20 fazendas piloto. Ela espera multiplicar esse número por dez nos próximos dois anos e restaurar a fertilidade de 50 mil hectares. Além disso, pretende ampliar o programa para incluir a Argélia e o Marrocos.

  • 130.000

    Acácias foram plantadas em 20 fazendas piloto, em 2016

  • 3 milhões

    Número de acácias necessárias para proteger as terras aráveis da Tunísia

Programa

Prêmios Rolex de Empreendedorismo

Descubra

Compartilhe esta página