Sanoussi DiakitéGrão de esperança

Publicado em 1996clockTempo de leitura: 40s
scroll-down

Cultivado na África Ocidental, o fônio é um cereal saboroso e saudável. Mas, durante séculos, um problema freou o consumo desse alimento: muitas e muitas horas eram necessárias para pilar e peneirar o grão, a fim de retirar a casca. Sanoussi Diakité inventou uma máquina que faz esse trabalho em apenas alguns minutos.

localizaçãoSenegal

A máquina de 50 kg inventada nos anos 1990 por Sanoussi Diakité, engenheiro e professor, revolucionou a visão que se tinha do fônio. O aparelho custa entre 1.320 e 2.200 dólares, dependendo do modelo – um preço alto demais para uma família. Por isso, diversos governos dos países da África Oriental decidiram adquirir a máquina, a fim de torná-la acessível ao maior número de pessoas possível.

O fônio é um cereal muito apreciado, mas a população reluta cada vez mais em preparar esse alimento. Achei que estava na hora de inventar uma máquina.

Mais de 180 unidades dessa debulhadora já foram distribuídas em oito países. O fônio saiu do esquecimento em que a mídia senegalesa o tinha mergulhado e voltou a ser alvo de um crescente interesse por parte de agricultores, que passaram a destinar o dobro de terras para a cultura desse grão. Graças ao Prêmio Rolex atribuído a Sanoussi Diakité, a máquina conquistou renome no plano nacional e internacional.

O cereal ganhou até uma homenagem especial: o Dia do Fônio, instituído por sugestão do inventor da máquina, é celebrado uma vez ao ano. Sanoussi Diakité foi nomeado diretor-geral da Secretaria Nacional de Capacitação Profissional do Senegal.

  • 5 kg

    Quantidade de fônio que a máquina inventada por Sanoussi Diakité é capaz de processar no intervalo de 5 a 8 minutos

Programa

Prêmios Rolex de Empreendedorismo

Descubra

Compartilhe esta página